quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Atualizações

A minha mãe no dia 5 de Setembro fez 80 anos.
A Matilde fez 8 anos no dia 16 de Setembro e a Filipa 16 a 18 de Setembro e já namora (Oh meu Deus!!!)
Entretanto a Matilde apanhou uma alergia nos pés (os médicos pensam que terá sido da lagarta do pinheiro) e ficou com os dois pés cheios de bolhas. Os médicos e enfermeiros que viram os pés ficaram de boca aberta com o estado dos pés.
Agora estão um pouco melhor, mas só pode calçar chinelos e digamos que a chuva não ajuda.
Teve de furar duas bolhas, as outras foram abrindo sem fazermos nada.
Está com os pés ligados e anda com muita dificuldade. Sexta-feira vamos novamente ao enfermeiro para fazer o curativo.
Assim anda a minha vida!!!

Internamento, Alta, Internamento

O meu pai sai do hospital no dia 04 de Setembro, véspera do anos da minha mãe.
Tinha consulta marcada com a médica do internamento no dia 17 par avaliação do estado de saúde.
Ficou novamente internado.
O coração continua muito fraquinho, os rins estão preguiçosos e não fazem o seu trabalho, cada vez mais a possibilidade de fazer diálise se torna uma realidade e o fígado acusa o cansaço de uma vida a tomar muitos medicamentos.  
A diabetes é realmente uma doença perigosa, porque vai corroendo por dentro, vai matando os orgãos em silêncio e provocando a sua falência.
Neste momento está internado e os médicos continuam a fazer exames, análises e a estudar, mas parece-me que a resposta ou a solução para chegar ao desejado equilíbrio que permita ele vir para casa mais de 15 dias sem ser novamente internado está difícil.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Internado

O meu pai está internado desde quarta-feira. Começou com problemas em respirar e falta de ar.
A minha mãe foi com ele ao centro de saúde e os médicos acharam melhor ele ir ao hospital para ser observado.
Ficou internado porque tinha uma infecção nos pulmões, uma arritmia e os rins não estavam a funcionar como deviam, mas à noite estava a reagir bem e ia ficar por uma questão de precaução. Se não piora-se o mais provável seria na quinta de manhã ter alta.
Na quinta, fizeram novos exames, novas análises e ao final do dia o meu pai, que começou a ter dificuldade em levantar-se, tinha liquido nos pulmões, o coração muito fraquinho, o rins a funcionar mal, com a possibilidade de ter de fazer diálise, e um problema no fígado.
Com a falta de ar ele ficou descompensado e os médicos queriam avaliar se foi essa a causa dos problemas ou se serão novos problemas.
À noite ia e foi transferido de hospital e neste momento aguardo novas informações.
O quadro neste momento é negro. Não sabemos qual vai ser o desfecho. 

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Podem-me Internar

Eu sempre disse que se não tivesse outro filho até aos 35 não teria mais.
Agora, com 39 anos, só penso em ter outro filho, e desta vez seria um rapaz, até sonho que estou grávida.
Neste momento, não é de todo possível, e não, não tem haver com falta de disponibilidade, de pensar só no meu umbigo, na minha comodidade.
Ou vontade louca, demoníaca que não desaparece.

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Ouvidos

Então é assim:
A Matilde num ouvido tem uma audição de 45% e no outro 60%. A perda de audição, segundo o médico, é brutal.
Mostrei o exame que fizemos o ano passado em que diz que a audição é normal e o médico diz que este exame só pode ter sido mal realizado é impossivel não ter sido detetado nesse exame o problema.
Vamos fazer um tratamento de 3 meses para tentar evitar a operação.
O meu coração de mãe ao ouvir este diagnóstico ficou tão pequenino que não sabia o que fazer.
 

segunda-feira, 5 de maio de 2014

O que dizer

A partir de 2.ª feira a minha vida e rotinas vão mudar.
Para melhor? Para pior? Não sei.
Aparentemente vai ser para pior, apesar de ir ter mais tempo livre, mas só o tempo o dirá.

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Otorrino

E o problema das otites, expetoração e da dificuldade na audição volta a incomodar.
A professora na reunião do 2.º perído voltou a falar do problema. A Matilde tem alguma dificuldade em concentrar-se e distrai-se com facilidade e já se queixou à professora que não estava a ouvir o que ela estava a dizer.
Temos consulta marcada. Vamos ouvir a opinião de outro médico.
Só espero que corra tudo bem e não tenha de ser operada.
Vamos ver!!!